Web Summit Rio fortalece ecossistema de inovação brasileiro

Muito já se falou sobre o Web Summit Rio, mas passada a euforia dos dias de programação intensa, com as ideias mais consolidadas, voltei a refletir sobre o legado do evento. E a conclusão é de que, sim, a iniciativa foi um marco crucial para o fortalecimento do ecossistema de inovação brasileiro. Ao reunir empreendedores, investidores e líderes de pensamento de todo o mundo, o evento criou um espaço único para a troca de ideias e experiências, bem como para a criação de conexões valiosas. Seu legado inspira toda uma nova geração de empreendedores brasileiros e reflete, portanto, uma mudança de mentalidade em direção a uma cultura de inovação no Brasil.

Mais que isso, o Web Summit Rio se consolida como importante facilitador do ambiente de negócios, com expectativa de movimentar R$ 1,2 bilhão, segundo estimativas da prefeitura do Rio. Ele atraiu muita atenção, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo, de startups, investidores, corporações e a imprensa. Não à toa, a primeira das cinco edições brasileiras já confirmadas do maior evento de tecnologia do planeta atraiu um público de quase 30 mil pessoas, com ingressos esgotados três semanas antes do evento. Essa demanda  surpreendeu positivamente e demonstrou o potencial do Brasil para eventos dessa natureza. Fica claro, portanto, que os brasileiros estão muito interessados em tecnologia, são altamente engajados e demandam esse tipo de conversa sobre inovação. 

Além da visibilidade global que o evento proporcionou ao Brasil e à capital fluminense, em especial, o anúncio de iniciativas de incentivo à inovação no estado também pode ser um atrativo para a criação de oportunidades no setor. Mas se por um lado deixa um legado inequívoco, com excelentes resultados imediatos e repercussão muito forte no mercado, por outro abre espaço para adaptar o evento às dimensões continentais do Brasil. O cenário é de oportunidades, com benefícios a todo o ecossistema de inovação.

A geração de relacionamentos e as oportunidades de capacitação profissional do C-Level por meio de educação executiva e micro-learning também merecem destaque. Por meio de curadoria e trilhas de conteúdo exclusivo, como a Prime Track, o Web Summit consolidou-se como plataforma importante de educação executiva e networking, com programação away from the stage, ou seja, atividades complementares à agenda principal. Os números reforçam o potencial da iniciativa: mais de 130 participantes, 20 horas de conteúdo exclusivo e 7.500 pessoas interagindo em nossos estandes. 

Não há dúvidas de que tudo o que vimos e vivenciamos no Web Summit Rio é um legado de inspiração e colaboração para a comunidade global de tecnologia. Mas a boa notícia é que isso é apenas o começo!

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top
7 Jogos leves para celulares fracos (Android 1GB RAM / Mobile) Explorando a Nova Parceria: Belle Belinha e Kine-Chan Agitam as Redes Sociais Sabores Sem Glúten no Nikkey Palace Hotel Como funciona o sorteio da Loteria Federal, saiba como concorrer aos prêmios 12 Cidades para incluir numa viagem para a Tailândia  Projeto de Lei: Regulamentação da Inteligência Artificial Energia Renovável: NetApp e seu Compromisso Sustentável Mundo de Kaboo: Uma Jornada Encantadora pela Imaginação Aluguel de Brinquedos: Facilitrip Traz Novidades Para Viagens Familiares