Layers Education recebe selo “Melhores para o Brasil” pela segunda vez consecutiva

Estudo é o primeiro rating brasileiro que avalia questões ESG e qualidade das relações da organização com seus stakeholders para elevar o nível de consciência dos negócios

A Layers Education, EdTech que unifica soluções de educação para instituições de ensino básico e superior, recebeu pela segunda vez consecutiva o selo da pesquisa “Melhores para o Brasil”, promovido pela empresa Humanizadas. A startup se manteve com o rating BBB, também recebido em 2022, que demonstra alto nível de maturidade organizacional. A partir da percepção dos públicos externos e também do time de colaboradores, a pesquisa identifica padrões, sinais e evidências de uma nova forma de atuar na chamada “Nova Economia”.

“A premiação comprova o comprometimento da Layers em ouvir feedbacks de colaboradores e stakeholders com o objetivo de solucionar problemas reais e gerar valor superior. Estamos trabalhando para sempre mantermos o clima organizacional harmonioso e propício para a criatividade”, analisa o CEO da edtech, Danilo Yoneshige. 

Por meio da pesquisa “Melhores para o Brasil”, a Humanizadas desenvolveu o primeiro rating ESG brasileiro com o objetivo de avaliar organizações em quatro pilares institucionais – reputação, princípios de gestão, cultura e narrativas -, para medir a qualidade das relações da organização com seus stakeholders, colaboradores, lideranças, clientes, parceiros, fornecedores e sociedade, para impulsionar o Capitalismo de Stakeholders, os estudos vão sendo compartilhados com estas empresas ao longo do ano. 

“Mais este reconhecimento mostra que a Layers está no caminho certo. Somos uma empresa com crescimento sustentável e capacidade de nutrir relacionamentos de excelência, gerar valor e impacto duradouros. Estamos animados para desenvolver cada vez mais soluções disruptivas e essenciais para o segmento da educação”, diz o CPO da Layers, Ivan Seidel.

Os Ratings servem como um índice de qualidade das práticas de uma instituição e podem ser utilizados por diferentes atores: investidores e fundos de investimento, colaboradores, governança e gestão, parceiros de negócios, clientes, consumidores e sociedade. 

“Podemos sintetizar os desafios de adaptação externa e integração interna das organizações relacionados a diversos fatores. Ter consciência dessa pressão por mudanças pode ajudar as organizações a reduzir riscos de negócio ou revelar uma série de oportunidades de crescimento e inovação como melhor reputação da marca, experiência dos clientes, experiência dos colaboradores, inovação de produtos, serviços, modelo de negócio, maior crescimento e rentabilidade no médio e longo prazo”, afirma o fundador e CEO da Humanizadas, Pedro Paro. 

Sobre a Humanizadas

A Humanizadas é a primeira empresa brasileira de avaliação multistakeholder em ESG orientada à Inteligência de Dados. Com a pesquisa “Melhores Para o Brasil”, analisando organizações em quatro pilares institucionais – reputação, princípios de gestão, cultura e narrativas -, alinhada ao Capitalismo de Stakeholders, a Humanizadas tem como objetivo combater o greenwashing. A empresa auxilia no processo de prosperidade econômica no país, mitigando crises ambientais e de governança, além de diminuir a desigualdade social, ao mesmo tempo em que constrói reputação de marcas, cultura organizacional, princípios e valores.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top
7 Jogos leves para celulares fracos (Android 1GB RAM / Mobile) Explorando a Nova Parceria: Belle Belinha e Kine-Chan Agitam as Redes Sociais Sabores Sem Glúten no Nikkey Palace Hotel Como funciona o sorteio da Loteria Federal, saiba como concorrer aos prêmios 12 Cidades para incluir numa viagem para a Tailândia  Projeto de Lei: Regulamentação da Inteligência Artificial Energia Renovável: NetApp e seu Compromisso Sustentável Mundo de Kaboo: Uma Jornada Encantadora pela Imaginação Aluguel de Brinquedos: Facilitrip Traz Novidades Para Viagens Familiares